Dia das Mães #1

Quando soube que seria mãe, logo após o exame de sangue, ainda custei muito a acreditar. Fui me sentir grávida mesmo, quando fiz a primeira ecografia que constatou a existência de um pequeno ser dentro de mim, com seu coração batendo “a mil por hora”. Ainda assim, por vezes, quando vejo a pequena circunferência da minha barriga me passa um pequeno filme na cabeça. Lembro de que simplesmente não tinha me imaginado grávida.

É gostosa a sensação de ser mãe, ainda que Beatriz não tenha nascido. Ontem, saí com o pai dela para pesquisar o valor dos móveis para seu quarto e que divertido, ver e imaginar aquelas coisas tão bonitinhas, tão infantis, acolhendo nossa pequena. Aumenta um pouco da ansiedade, mas também ocupa a cabeça da gente enquanto ela não vem.

E o que é ser mãe? Ainda estou descobrindo como é estar do outro lado, até outro dia eu era só a filha. Só espero que eu seja ao menos um terço do que minha mãe é. Se eu for, Beatriz terá uma ótima mãe. Parabéns a todas as mães! As que geram e criam, as que apenas criam, aquelas avós e pais que fazem o papel da mãe. Parabéns a todas nesta data mais que merecida por serem mãe todos os dias.

Responder