Como diminuir os enjôos do início da gravidez

Nem todas passam por isso, mas uma grande maioria sim e tem até pavor de lembrar depois (eu). Para começar, descobri que estava grávida por conta dos famigerados enjôos. Como sempre tive um apetite de duas pessoas e pouca frescura para comer, era muito estranho olhar para o meu prato de comida favorito e sentir vontade de vomitar. Fora a ressaca todos os dias de manhã, sem a parte boa de ter bebido na noite anterior. Foi a mudança na minha alimentação que me fez investigar e descobrir uma gestação de 8 semanas.

Os enjôos estão relacionados ao aumento da produção de HCG (sigla em inglês para Gonadotrofina Coriónica Humana), comum na gestante, que por sua vez é responsável pela produção de progesterona e estrogéno. Uma quantidade maior desses dois últimos provoca as ânsias e os vômitos.

Não existe nada milagroso para superar esta fase, a não ser o tempo – e tem gestante que sente isso a gravidez inteira. Eu, por exemplo, senti enjôos até o início do quinto mês. Voltei a ter refluxos e enjôos leves agora no oitavo. Ou seja, do quinto ao fim do sétimo mês eu fui um gestante muito mais estável, rs. Apesar de nada milagroso, há alguns cuidados que ajudam a amenizar estes indesejáveis.

Primeiramente, converse com seu ginecologista obstetra. Ele pode te receitar um remédio contra enjôo. O meu indicou Meclin a cada 8h. Mas a alimentação já resolve muita coisa. Atenção para estes cuidados:

  • Ao acordar, antes mesmo de sair da cama, coma umas três bolachas de água e sal;
  • Evite escovar os dentes logo que acorde (esta foi a pior parte, eu vomitava todo dia escovando os dentes de manhã) ou assim que comer. Dê um intervalo de uns 15 minutos;
  • Coma mais vezes em menores quantidades. Não deixe seu estômago vazio nem por um minuto e não exagere na quantidade de alimentos de uma vez. Procure fazer lanchinhos leves entre as refeições;
  • Tenha sempre bolachas de água e sal na bolsa;
  • Evite comidas gordurosas ou cremosas;
  • Não sei se funciona para todo mundo, mas alimentos cítricos e azedos me ajudavam a perder a ânsia de vômito. Suco de limão ou de abacaxi sem açúcar, picolé de limão antes e depois do almoço;
  • Água de coco sempre. Evite as de caixinha, os conservantes te fazem ter repulsa com o tempo;
  • Evite também alimentos muito temperados. Quanto mais insossa a comida, menos o seu organismo vai percebe-la e repudia-la.

Esta é só uma ajuda, algumas diquinhas que deram certo comigo e podem dar com você também. Mas, cada caso é um caso. Converse sempre com seu ginecologista obstetra.

Responder