Cozinhando para bebês: a primeira papinha

papinhaHoje, resolvi escrever este post, sobre cozinhar para bebês, porque algumas pessoas vieram me perguntar como é que fiz Beatriz comer tão bem em tão pouco tempo. Para ser bem sincera, acho que sou uma mãe de sorte. A maioria dos problemas que as outras mães enfrentam com muita intensidade, eu simplesmente desconheço. Por exemplo, fazer o bebê dormir à noite toda. Como já disse diversas vezes, Bia dorme à noite inteira desde os 15 primeiros dias de vida.

Mas vamos lá. Fiz como a pediatra falou, um alimento de cada vez para aprendermos os gostos da criança e, quiçá, descobrir alguma alergia alimentar.

Se você está começando agora, sugiro que faça como eu. Inicie com uma fruta uma vez ao dia, no segundo dia a mesma fruta duas vezes; No terceiro dia, escolha outra fruta e alterne com a anterior. Assim, o bebê já começa a acostumar-se com outros sabores, mas sem ser bombardeado. Há quem oriente dar o prazo de uma semana para cada alimento. Fica a seu critério.

Você não precisa ser um mestre cuca para fazer comidinha para seu bebê. Além de não ter um paladar muito aguçado, o bebê não deve ser exposto além do natural. Ou seja, quanto mais fresco e puro o alimento, melhor.

Para sua primeira papinha salgada sugiro a papinha de batata:

  • Um batatinha inglesa
  • Uma colher de cebola picada (muito bem picada)
  • Uma colher rasa de azeite de oliva

Refogue a cebola apenas com água. Quando ela estiver com aquela aparência aguada, meio transparente, refogue levemente a bata cortada em cubos. Acrescente água e deixe cozinhar. Quando a batata estiver molinha, amasse com um garfo até virar uma pastinha. Despeje o azeite e sirva. Observe que chamei a papinha de salgada, mas ela não leva sal. É isso mesmo!

Insista com esta papinha por uma semana. É simples de preparar e não choca o bebê com um sabor muito complexo.

Depois que o bebê já estiver familiarizado, experimente, além da batata, colocar uma cenoura na comidinha dele. Vá alternando com outros ingredientes.

Responder