Fim do Hematoma Subcoriônico e festa na placenta

Oi pessoal. Hoje tive o primeiro encontro relaxante com meus pais, porque eles já sabiam que eu estaria muito bem e posso garantir que foi um momento muito emocionante. Estava dando um cochilo antes do almoço e de repente fui acordado(a) com as vozes de mamãe e papai que queriam me ver.

Logo me empolguei e já fiz pose, fiquei tão feliz que me mexia mais do que mamãe esperava. Papai ficou surpreso quando descobriu que eu gosto da mesma posição que ele quando dorme. Meus bracinhos e perninhas estão grandes e agora estão aparecendo unhas. Tenho que me cuidar com o tanto que me mexo aqui dentro agora, mas o médico disse que quanto mais me mexer melhor! E o espaço pra mim dá e sobra! Já posso engolir água e minha bexiga já estava cheia quando me viram (não pude disfarçar). hihi!

É muito bom se sentir muito amado(a) por todos vocês. Apesar de ainda não saberem qual meu sexo (gosto de fazer suspense) está tudo tranquilo por aqui e minha saúde vai muito bem. Adoro as comidinhas que mamãe me dá, quando conversa comigo e quando papai me beija.

Queria agradecer o carinho de todos que esperavam pelo dia de hoje. Nós oramos tanto pra tudo ficar bem e juntos já somos uma família tão unida. Mamãe voltará a trabalhar, mas eu já a acalmei e vamos cuidar bastante de nós e dos que precisam da gente no trabalho dela. Estou ansioso(a) para o próximo encontro e muito feliz por me cuidarem tanto.

Vou voltar ao meu sonhinho agora e deixo mamãe terminar de falar de mim. Beijo carinhoso.

Gente, acho que não preciso dizer muito sobre o que senti hoje, né? Foi a MELHOR experiência de todos esses dias depois da descoberta da gravidez. Inexplicável! É tudo que eu tenho a dizer. O Filipe se derreteu, pude ver nos olhos dele, e saímos de lá mais babões do que se possa imaginar. Fizemos a ecografia abdominal para ver a translucência nucal, foi a primeira ecografia morfológica. Nosso bebê está com 12 semanas e 5 dias, quase 10cm, contando as perninhas, 166 batimentos cardíacos e saudável.
Bom, pra quem não sabe eu tive um pequeno sangramento na sexta semana e após 15 dias de repouso voltei a trabalhar, mas na 10 semana tive outro sangramento. O médicos diagnosticaram como hematoma subcoriônico. Esse hematoma acontece sem uma causa específica e normalmente o corpo o reabsorve, que foi exatamente o que confirmamos hoje com a ecografia abdominal.

Afinal o que é este bendito hematoma subcoriônico do qual tanto falo?

É um acúmulo de sangue entre as membranas da placenta e do útero (chamado córion), também chamado de coágulo por alguns médicos. Acontece no início da gestação e normalmente o diagnóstico é baseado nos sintomas como sangramento, sendo confirmado pela ecografia, onde aparece como uma massa de coloração preta. Quando a gente, que não é especialista, olha parece que está vendo uma outra placenta. A partir do diagnóstico muito cuidado com todo tipo de esforço é mais do que necessário. O tratamento varia de acordo com o médico pois não há uma formalidade para tal. Alguns médicos afirmam que deve-se esperar para ver se o hematoma será reabsorvido, “continuando a vida normalmente” e outros já passam vitaminas, indicam o repouso e abstinência sexual. O médico que me atendeu prescreveu o uso de progesterona, abstinência sexual e repouso.

Um pequeno detalhe: Hematoma subcoriônico é diferente de descolamento de placenta! Um acontece no início da gestação por acúmulo sangue entre as membranas e o descolamento da placenta é quando a placenta se desloca da parede do útero. Esta última complicação pode indicar que a saúde do feto está em perigo. Mas ambas requerem tratamento médico imediato para um melhor acompanhamento e prognóstico da gestação.

Pra quem está passando pela mesma situação que eu passei, ou de ter algum tipo de probleminha no início da gestação: muita gente diz que é normal e que vai passar e que basta calma. E é verdade! Mas eu vou admitir que a gente não acha tão simples assim. Pirei, fiquei louca e paranoica com qualquer tipo de movimento com meu próprio corpo, mas infelizmente ou felizmente, não há outra saída é muita calma mesmo e respeitar todas as indicações do médico.