Carrinho de empurrar Calesita

carrinho é dois em um. Descobri olhando no site da fabricante Calesita que retirando a proteção e o apoio para os pés, o volante gira e o bebê pode brincar desenvolvendo a coordenação dos movimentos e impulso. Além disso, o carrinho tem buzina e o assento ainda levanta para guardar acessórios e brinquedos.

Mãe estudante

Quando descobri minha gravidez, estava planejando um intercâmbio para aperfeiçoar o meu contestável inglês. A notícia de uma nova vida a caminho mudou tudo. Seria complicado ser mãe e estudante no exterior por um mês. Durante a gestação, continuei frequentando as aulinhas de inglês até onde meu barrigão permitiu, ao fim do dia eu já estava exausta do trabalho e depois tinha que correr para o cursinho.

O exagero das festas infantis

Me senti contemplada com o post da Priscila, do Mamatraca, no Uol Mulher: "o exagero das festas infantis". Em breve, organizarei o primeiro festejo de aniversário da vida da Beatriz, hoje com sete meses, por isso tenho lido muito a respeito de festa para pequenos de um ano, decoração, itens essenciais e tudo mais, o que tem me deixado até assustada. PARA QUÊ TUDO ISSO?

Resultado da promoção #mesintosupermãe

Mamães, acaba de sair o resultado da promoção no Instagram #mesintosupermãe. Foram fotos lindas, emocionantes e, por isso, muito difícil de escolher a vencedora. Para me ajudar, chamei meu irmão @Welton Martins, que tem o senso mais crítico que conheço. =) Aliás, a namorada dele diz que ele incorpora os críticos de moda, de arte, de tudo!

Primeiro passeio mãe e filha

Já havíamos ido sozinhas ao mercado ou passeado na companhia de alguém. Ontem, pela primeira vez, Beatriz e eu saímos sozinhas para um gostoso passeio no Parque da Cidade. A princípio, era um encontro de mães organizado num grupo no Facebook, mas, como era de se esperar, não foi ninguém :(

Um pouco sobre ser mãe

Quando se é só filha(o), não reconhecemos os esforços paternos para nos dar o mínimo de conforto, estudo, carinho, amor, tudo isso ao mesmo tempo ou em parte, de acordo com as condições de cada pai. Nosso mundo é tão nosso, que não percebemos o alguém responsável por sua existência. Então, um belo dia, você se torna mãe/pai e, como num passe de mágica, cada palavra, por mais dura, dita por seus pais passa a fazer tanto sentido.

Com quem deixar o bebê? Creche ou babá?

O ideal é planejar. Pensar com antecedência como será retorno da mãe à rotina do trabalho e isso inclui definir com quem seu filho irá ficar. Não há uma receita mágica que se adeque à vida de toda e qualquer mãe e família. Há casos que o melhor é a creche, mas há outros onde a babá é a melhor opção. Para decidir se o melhor é a creche ou uma babá, leve em consideração: