Frequência de consultas ao pediatra

Durante os primeiros dois anos de vida é essencial o acompanhamento rotineiro do seu bebê. A frequência de consultas ao pediatra pode variar de acordo com método de trabalho do seu pediatra ou do sistema de saúde do qual você faz uso. Entretanto, existe uma frequência mínima para que seja garantido o acompanhamento correto do desenvolvimento do seu bebê.

A frequência de consultas ao pediatra, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, é de uma vez por mês até os 6 meses de idade; dos 6 meses aos 12 meses uma visita a cada dois meses é suficiente. A partir do primeiro ano em diante, uma consulta a cada três meses. A primeira consulta deve acontecer até os 10 primeiros dias do bebê.

Havendo qualquer intercorrência com seu filho, leve ao médico. Não é preciso esperar a próxima consulta. Só vale ficar alerta para não ser uma mãe neurótica que a cada espirro se joga na espera de uma emergência expondo seu filho aos perigos de vírus ainda mais graves.

Experiência pessoal

Bia na balança durante consulta de rotina - nono mês

Bia na balança durante consulta de rotina – nono mês

Com Bia, a primeira consulta aconteceu com 13 dias. Tivemos muita dificuldade em encontrar um pediatra que nos transmitisse segurança nos cuidados com nossa pequena. Buscamos na rede privada e também na rede pública, homem, mulher, jovem ou experiente. Foram cinco consultas, com cinco pediatras diferentes até encontrarmos o ideal – apenas na sexta consulta. Até agora, a consulta do décimo primeiro mês (19/09), as idas ao médico foram mensais. As próximas serão bimestrais.

Além das consultas, fiz e faço questão de acompanhar o desenvolvimento da Bia pela caderneta de saúde da criança. Já disse aqui que este é um instrumento excelente para que você não fique completamente à mercê do seu pediatra. Você mesma pode acompanhar os marcos do desenvolvimento e cobrar a avaliação correta do médico. Não só no que diz respeito ao peso, altura ou perímetro cefálico, mas das conquistas da criança como sorrir, engatinhar, andar, falar e afins.

Responder