Intervalo entre as gestações: qual é o período ideal?

O intervalo ideal entre as gestações, segundo o livro “A Bíblia da Gravidez – A Segunda Gravidez”, de Wladimir Taborda, Mariano Tamura e Alice D. Deutsch, é de 18 a 23 meses após o parto. REALLY? Os autores associam riscos como parto prematuro, baixo peso ao nascer e baixo desenvolvimento ainda no útero ao curto intervalo entre as gestações. A justificativa está no desgaste físico da mãe e presença nutricional já consumida na primeira gravidez.

O risco maior dessas complicações costuma estar associado a um intervalo de menos de seis meses entre as gestações. (A Bíblia da Gravidez – A Segunda Gravidez, 2011)

Após 24 meses ao último parto, os riscos voltam a aparecer. Diz o livro:

“Um intervalo longo entre as gestações pode significar que agora você está bem mais velha, e assim, há maior risco de ocorrer alguma anomalia cromossômica”. (A Bíblia da Gravidez – A Segunda Gravidez, 2011)

Não sei vocês, mas achei meio vazias as respostas. Enfim! Estou grávida de novo, 16 semanas e 2 dias. O que significa que o intervalo entre o nascimento da minha primeira filha, Beatriz, e o início desta nova gestação foi de 9 meses. A minha primeira preocupação quando descobri a nova gravidez foi a amamentação da Beatriz. Conversei com meu médico e com a pediatra querida Jazz la vie, que vira e mexe tira dúvidas aqui para o Blog. Ambos falaram para eu relaxar.

Pregnant woman with baby girl

Não é prejudicial para a gravidez continuar a amamentação do seu filho. Não precisa se desesperar para desmamar seu baby, independente da idade, e pode seguir com a recomendação da OMS e Ministério da Saúde. “Aleitamento materno exclusivo até 6 meses e complementado por alimentos até pelo menos 2 anos”. Ok, mas eu já me decidi e não me vejo amamentando duas crianças ao mesmo tempo. Vou seguir amamentando Beatriz até próximo ao fim da gestação.

A outra preocupação foi “posso fazer parto normal agora, já que o primeiro foi cesárea“. A resposta foi não. E mais uma vez vi meu sonho de ter um parto natural escorrer pelo ralo. A justificativa é que em menos de dois anos a cicatriz da primeira cesárea não está completamente firme e poderia se abrir durante as contrações. Entretanto, não me senti satisfeita e estou estudando o assunto. Há a possibilidade. Portanto, estou buscando profissionais que façam o acompanhamento e este tipo de procedimento que, nos EUA, é chamado de vaginal birth after caesarean (VBAC) ou parto normal após cesárea (PNAP).

Acompanhem os próximos capítulos 😉 assinando o blog aí na lateral ——–>

5 comments

  1. Lydia says:

    Olá, comecei a frequentar seu blog há alguns dias, estava um tanto desesperada pois havia descoberto que estou grávida. Meu filho Fillipe completou 1 aninho dia 19/01/2014 e descobri dia 05/02/2014 que estou grávida novamente. Realmente tenho muitas dúvidas apesar da primeira gestação ter sido tranquila, acredito não estar preparada pra outra.
    Ainda não sei de quantas semanas estou pois farei a ultra essa semana que entra.
    Continuarei a frequentar seu blog, adorei os post. Obrigada pelas dicas.
    Abraço

    • Jéssica Macêdo says:

      Tenho certeza que você irá superar suas dúvidas como eu tenho superado as minhas, Lydia. Realmente é um choque, mas logo, logo descobrimos o lado bom de situações como a nossa. E olha, com certeza, tem mais prós do que contra em ter o segundo filho próximo ao primeiro. Obrigada por partilhar conosco sua história, isso mostra que cada mãe é única, mas às vezes vivenciamos situações muito parecidas. Beijo

  2. Azevedo says:

    Estou muito preocupada pois tenho uma cesaria de um ano e sete meses e agora estou na segunda gestação de 11 semanas…será possível eu ter parto normal ?

Responder