#blogagemcoletiva – Semana Mundial do Brincar

Quando eu era criança, gostava de brincar de imaginar e construir. Sentávamos meu irmão e eu na varanda do quintal munidos de peças de pisos de cerâmica, embalagens de produtos de limpeza, de shampoo, de creme de pele, tampinhas de garrafa e o que mais encontrássemos por ali.

Nos imaginávamos vizinhos e cada um tinha que construir sua própria casa. No geral, os vidros de detergente serviam de pilastras para apoiar os pavimentos da casa. Os demais itens serviam para dar mais sustentação ou simplesmente decorar. As tampinhas de garrafas se tornavam majestosos vasos de planta após um pouco de terra e uns galhinhos de árvores.

Eram horas compenetrados, envolvidos com o planejamento e construção da casa. Depois brincávamos pouco de vizinhos mesmo, a parte mais interessante era o fazer, se empenhar para chegar a algo mais próximo daquilo que tínhamos como modelo de casa ideal.

Hoje, moro num apartamento e fico imaginando se meus filhos terão a mesma oportunidade que eu tive de brincar de verdade. De colocar a cabeça pra pensar e elaborar seus próprios brinquedos, suas próprias brincadeiras. Meu irmão e eu até inventávamos músicas para fazer a trilha sonora das festas imaginárias na casa de cerâmica e embalagens de plástico. “Doug, doug yeah yeah” é um clássico. E hoje? Hoje vem tudo pronto, com bilhões de botões e trocentos barulhinhos.

Por isso eu apoio e estou participando desta #blogagemcoletiva “O Brincar” pela Semana Mundial do Brincar, uma organização da Aliança pela Infância. Se você quiser participar, complete aí nos comentários a seguinte frase: “quando eu era criança, gostava de brincar de”…

Clique na imagem e conheça a programação nas cidades

Clique na imagem e conheça a programação nas cidades

3 comments

  1. Laís Zaqueu Dias says:

    quando eu era criança gostava de brincar de imitar locutores junto com minha prima e meu irmão, pegávamos o gravador de fita dele ai nós ficávamos cantando batucando nós tambores de água que tinha no quintal, fazia vinheta da radio e gravava tudo na fita… isso era muito muito bom. esses tempos achei uma dessas fitas e coloquei no aparelho toca fitas que meu pai ainda tem e as lembranças foram muitas…

Responder