Cozinha criativa para criança

Cozinha criativa para criança sempre me causou um certo horror. Assim, quando via as imagens daquelas comidinhas todas decoradinhas, imitando figuras como pessoas ou animais me passava pela cabeça “e se a criança achar que está decepando uma pessoa e ficar com medo da comida?!”. Então eu descobri que esta é uma ‘nóia’ minha, as crianças não vêem a comida com esses olhos.

Como descobri isso?

Percebi que meus filhos estavam comendo menos ou nada na última refeição do dia dando preferência a alimentos menos saudáveis, como pães e biscoitos. É claro que, sabendo de tudo que contém nos alimentos industrializados, eu prefiro vê-los se alimentando de coisas mais naturais e caseiras. Por isso, mesmo não sendo uma mestre cuca, tenho me esforçado para fazer refeições diárias para eles.

Pois bem, mas apesar do esforço, eles não estavam comendo bem. Até que um dia, saí 15 minutos mais cedo do trabalho e ganhei meia hora de vida, porque o trânsito ainda estava tranquilo. Passei no mercado, comprei alguns legumes e pensei: “vou inovar”. Sem saber direito o que estava fazendo, sem pedir ajuda dos universitários, me propus a fazer um prato decorado.

O prato decorado

Como não me planejei, não sabia exatamente que forma daria aquilo. Cozinhei arroz, no vapor do arroz cozinhei cenouras cortadas em palitos e rodelas de batata. Numa outra panela cozinhei o restante das batatas e abóbora paulista cortada em duas partes para parecer cuias e uma parte em cubos. Cortei um contra-filé em tiras e grelhei.

Na hora de montar, segui minha intuição e então criou-se uma figura bizarra. Com cara de batata, barriga de arroz, olhos de cebolinha, cabelo de carne e braços de cenoura.

prato-criativop-para-criancas-1

Sim, virou uma criatura inominável, mas que cumpriu seu objetivo de atrair a atenção das crianças para a refeição.

Para segurar o cabelo, peguei a abóbora e a batata cozidas em cubos e fiz um purê. O coentro espalhado no prato foi uma tentativa fail de gourmetizar na apresentação.

Deu certo?

Deu, sim!

As crianças ficaram curiosas com a novidade. Nunca antes eu havia feito algo do tipo. Comeram bem, só não comeram tudo porque as porções ficaram grandes, especialmente no que tange à abóbora.

E daí, fica a dica para outras mamis preocupadas com a alimentação dos pequenos e que não manjam muito de cozinha: inventem.