Naturalizando para crianças menstruação e coletor

Vamos continuar naturalizando o natural? Vamos! E o tema de hoje é menstruação, sangue e coletor menstrual. Porque, sim, nossas crianças também precisam saber disso.

Resolvi falar disso porque: hoje estava tomando banho e como SEMPRE fui surpreendida por uma das crias. Desta vez, Beatriz (3 anos e 4 meses). Ela queria tomar banho comigo e eu deixei. Lá pelas tantas pedi para que ela se afastasse pois iria esvaziar meu coletor no ralo. OH! MEU DEUS A JÉSSICA USA COLETOR MENSTRUAL. Uso e se você não sabe nem do que se trata, por favor assista à Jout Jout falando sobre o copinho.

Então ela ficou observando. Me agachei e tirei o coletor. Olhos atentos os da pequena.

– “Mamãe, o que é isso?”
– Isso é o coletor da mamãe.
– O que o coetô faz?
– Ele segura o sangue da pepeca da mamãe.
Enquanto eu virava o sangue no ralo ela afirmou meio que questionando.
– Mas eu não tenho sangue na pepeca. O meu sangue do nariz acabou.

Chegamos ao ponto. Para Beatriz, sangue é aquilo que sai quando você se machuca e ela só se machucou a ponto de perder sangue no nariz. Achei necessário explicar sobre menstruação porque ela vai passar por isso, outras mulheres próximas a ela passam ou passarão por isso, e para ela entender que sua mãe não estava machucada.

Ah! meu amor, mas este sangue aqui é porque a mamãe é adulta. Ela não se machucou e ele desce todo mês. Você ainda é muito pequena, mas um dia verá seu sangue sair pela pepeca também e isso é muito normal. 

– Mas eu não gosto de coêtor.  Disse ela ao me ver introduzir o copinho de novo.
– Tudo bem filha, você pode escolher outra coisa para segurar seu sangue. Quando você for maior entenderá. Entenderá também porque sangramos mensalmente. É a natureza. As mulheres possuem um lugar na barriga chamado útero onde os bebês são gerados e todos os meses o útero se prepara para receber um bebê. Quando o bebê se instala na barriga da mamãe a gente chama isso de gravidez. Mas a mamãe não engravida todos os meses, então o útero desfaz a caminha que ele preparou para um possível bebê. Essa caminha é feita de sangue e o sangue vai saindo pela pepeca aos poucos, durante alguns dias. Depois tudo volta ao normal.

Ela já havia me visto menstruada outras vezes, inclusive trocando o absorvente o qual eu chamava de fralda para fazer mais sentido pra ela. Então aproveitei a deixa e disse: a mamãe passou a usar o coletor no lugar da fralda para segurar o sangue porque a mamãe fica mais limpa e o planeta também (ela tem uma forte ideia sobre preservação do planeta). As fraldas ficam sujando o planeta, o coletor não. Ele segura o sangue que depois jogamos no ralo e vai embora com o esgoto, não se torna mais uma sujeira no planeta. Depois é só lavar o coletor e usar de novo. Entendeu?

– Eu quero um coletor roxo igual ao seu, mamãe.

coletor-juliana-lucato

Ilustrações de Juliana Lucato

Afinal, sangue é sangue. Menstruação não é nojenta. Nojenta é essa mania machista de tornar tabu coisas naturais e fundamentais à vida. Temos que falar, sim, de menstruação com nossas crianças e tornar estes conceitos naturais. Tanto para meninas, como meninos. Eles têm de saber a respeito para lidar sem preconceitos com aquilo que é fisiológico. As meninas têm que estar prontas para essas mudanças do organismo, que já são difíceis por si só de lidar, imagina ser pega de surpresa?!

Vamos desproblematizar!

4 comments

    • Jéssica Macêdo says:

      Amiga, com certeza a naturalidade vem da convivência que tenho com pessoas como você. Ao escrever este texto, lembrei várias vezes de ti, das tantas dúvidas que você sanou sobre coletor pra mim. Obrigada <3

  1. Rita says:

    Acabei de escrever sobre o coletor no meu blog 🙂
    Aqui a minha filha de 20 meses sempre me vê tirando, limpando e colocando o coletor. Ela também sempre me vê cagando e mijando. Hahahaha! As vezes ela aponta pra minha vagina e fala pepeca. Eu digo que é de lá que ela saiu. Ela ainda não fala muito (quase nada), mas eu já estou a preparando para um possível parto domiciliar daqui a algum tempo.
    Que bom agir naturalmente com o que é natural!
    Rita
    http://melancianabarriga.blogspot.com/

Responder