Carta ao meu filho…

Antes de você nascer eu era só minha, tinha uma rotina baseada nos meus desejos e vontades… Eu tinha muito tempo livre, tinha horas e mais horas seguidas de sono… Estava sempre com o cabelo arrumado, as unhas impecáveis e...

Culpa, promessas e coisas que o Peter Parker me ensinou…

Ninguém conta pra gente que a vida materna não é só flores, que assim como todo jardim existem espinhos, flores murchas e nem todos os dias são só sol e brisa leve. Alguns dias você vai se culpar por alguma coisa, e nos outros também, mas olha só: Faz parte! Ainda não desapeguei da culpa (nem do sutiã horroroso de amamentação... só não espalha por aí!), eu tento, juro que tento, mas nem sempre sou a super-heroína que o mundo adora pregar que toda mãe é.